Compor uma tábua de queijos parece algo relativamente complexo, apenas acessível aos chefs de renome e aos verdadeiros conhecedores de queijos. Pois bem…em parte é verdade, mas como diz o ditado «nada é impossível!» Vamos deixar-lhe algumas sugestões simples e práticas que irão ajudar a elaborar uma simples e deliciosa tábua de queijos.

Para começar deverá decidir que queijos irão compor a tábua, tendo em consideração de que a variedade de tipos e sabores é parte fundamental do sucesso da experiência.
Se optar por queijos tradicionais portugueses, sugerimos que faça a selecção pelo tipo de leite do queijo (queijo de cabra, de ovelha e de vaca) e pelos diferentes tempos de maturação, de forma a garantir uma prova com vários sabores.

Seguidamente deverá decidir os acompanhamentos.
Para que a sua tábua seja uma explosão de sabores, convém que os alimentos servidos com os queijos sejam adequados a estes. Tostas, bolachas cracker e pão são excelentes opções, juntamente com compotas, frutos secos e morangos desidratados para equilibrar sabores.
Por exemplo, bolachas aromatizadas complementam bem queijos leves; pão de baguete fatiado com queijos de pasta mole ou, para queijos de pasta dura, sabores mais intensos e picantes.

As quantidades e o número de tipos de queijo variam consoante o momento em que a tábua de queijos é servida, bem como a organização dos queijos na tábua. De forma a explorar ao máximo o jogo sensitivo da refeição, organize os queijos consoante a intensidade do sabor, do mais suave ao mais intenso.

Para terminar, decida a apresentação dos queijos, em círculo ou seguindo a forma da tábua, e decore-a com alguns dos acompanhamentos que irá utilizar, caso dos frutos secos, das compotas, mostarda ou fruta fresca.
Acompanhe com um bom vinho, adequado aos queijos que está a servir na tábua e tenha uma fantástica refeição.